Miguel Araújo é um dos artistas mais completos da nova geração. É hoje considerado, já, um dos grande nomes da música portuguesa, destacando-se como compositor, letrista, cantor e músico, sendo bem sucedido em cada uma destas vertentes que compõe a sua multi-facetada e eclética carreira. São já muitas as canções da sua autoria, cantadas por si e por outros (Azeitonas, dos quais faz parte, António Zambujo, Ana Moura, Carminho) que fazem parte do espólio das grandes canções populares portuguesas deste século. Como escreveu o Expresso em 2012, “é notório que Miguel Araújo se tornou um dos melhores fabricantes de canções que o país viu surgir este século”.

– 2 álbuns editados a solo: “Cinco Dias e Meio” (EMI, 2012) e “Crónicas da Cidade Grande” (Warner Music, 2014).
– Várias nomeações: Prémios Sociedade Portuguesa de Autores 2102 (melhor canção do ano para “Os Maridos das Outras”; Gala “melhores do ano da RTP”; Globos de Ouro 2013 (melhor cançao e melhor interprete individual), Prémios LUX 2012 (“personalidade masculina do ano); Globos de Ouro 2014 (como membro dos Azeitonas e autor da canção “Ray-dee-oh”, nomeados para “melhor banda” e “melhor canção do ano”); “cinco dias e meio” foi considerado um dos álbuns do ano pela redacção da revista Blitz e “crónicas da cidade grande” foi considerado o melhor álbum português no semestre, em Junho de 2014, pelos leitores da revista Blitz.

– Composições de sua autoria (letra e música) gravadas por outros artistas: “Reader´s Digest” (António Zambujo, álbum “Guia”, 2010). “O que é feito Dela?” (António Zambujo, álbum “Quinto”, 2012); “O Pica do 7” (António Zambujo, álbum “Rua da Emenda, 2014); “E Tu Gostavas de Mim” (Ana Moura, disco “Desfado”, 2012); “Ventura” (Carminho, álbum “Canto, 2014”);
– Membro fundador, guitarrista e compositor dos Azeitonas (“Quem és tu miúda”, “Anda comigo ver os aviões”, Ray-dee-oh”, etc.
– Autor das canções do monólogo “Como Desenhar Mulheres, Motas e Cavalos”, de Nuno Markl.