Os irmãos Júlio e Carlos Costa foram ainda novos viver para Odemira, no Alentejo. Por isso, não admira que o conjunto o duo Dois Odemira tenha surgido em 1955, quando venceram um concurso de novos talentos promovido pelo programa radiofónico “Companheiros da Alegria” de Igrejas Caeiro.

No entanto, nesse mesmo ano chumbaram o ingresso na Emissora Nacional. Îsso não impediu que surgisse no mercado o disco com o tema “Rio Mira” que se tornou um enorme sucesso. Seguiram-se temas como “Alma, coração e vida” de Pedro Flor e “Malagueña” de Ernesto Lecoua.

Os dois tornaram-se em “Trio Odemira” com a entrada de José Ribeiro.
Na década de 80 obtiveram grande sucesso com temas como “Maldita tu, Ana Maria” e “O Anel de Noivado”.

Em 2005 celebraram 50 anos de carreira com a edição do disco “Portugal Latino”. Recuperaram alguns temas que foram grande êxitos como “As minhas mãos nas tuas”, “Ala vara del camino” ou “Anel de noivado” e ritmos sul-americanos com temas como “A media luz”, La cumparsita”, “Si piensas” ou “Guantanamera.